segunda, 15/10/2018

DIA DOS TRABALHADORES SINDICATÁRIOS SERÁ QUE TEMOS O QUE COMEMORAR?

Autor: Marcos Aurélio G Ribeiro  
 
No dia 09 de maio é o dia dos trabalhadores em entidades sindicais (sindicatários). Infelizmente a nossa categoria, como a classe trabalhadora brasileira, não tem tido muito motivos para comemorações. São muitos os ataques e retrocessos que estamos sofrendo nestes tempos sombrios de governos de pautas neoliberais. 
 
Sabemos da importância dos trabalhadores sindicatários como categoria diferenciada, que muitas vezes está à frente das lutas de outras categorias juntamente com os dirigentes sindicais. São fundamentais na engrenagem que faz a máquina sindical funcionar. Os trabalhadores sindicatários já vem a algum tempo se organizando em seus sindicatos de representação de classe em busca de melhores salários e condições de trabalho, bem como denunciando os abusos e o assédio moral cometidos dentro das entidades sindicais.
 
Mas apesar das conquistas e avanços que a categoria sindicatária alcançou, nem tudo são flores, ainda há muitos casos de assédio moral, perseguições políticas e baixa remuneração salarial com poucos ou nenhum direitos a benefícios como vale refeição, vale alimentação e plano de saúde.
 
Soma-se a estas questões acima citadas, a desconfiança de muitas direções sindicais em relação aos sindicatos de trabalhadores em entidades sindicais (Sintes). Infelizmente ainda temos casos de presidentes e diretorias de sindicatos que impõe verdadeiras censuras aos seus funcionários com ameaças de demissões caso venham se filiar ao seu sindicato de classe.
 
A categoria sindicatária também sofreu um duro golpe após a aprovação da reforma trabalhista aprovada pelo governo Temer. Com a reforma em vigor e o fim da obrigatoriedade do recolhimento do imposto sindical, muitos sindicatos que se utilizavam do recolhimento do imposto para ajudar no pagamento da folha salarial dos seus funcionários, começaram a demitir, alegando não terem mais condições financeiras de manter os seus quadros de funcionários. O mais contraditório foi constatar que sindicatos que se diziam ser contra a reforma trabalhista, foram os primeiros a colocá-la em prática contra os trabalhadores e trabalhadoras sindicatários.
 
As mesmas direções sindicais e suas centrais que foram para as ruas se manifestarem contra os malefícios da reforma trabalhista do governo Temer, passado quase um ano que a reforma entrou em vigor, estão aplicando na íntegra tudo aquilo que diziam ser contrários como: parcelamento de férias, terceirização e homologando as rescisões dos seus funcionários no próprio sindicato empregador ao invés de realizarem a homologação no sindicato da categoria de classe sindicatária.
 
E não menos importante, o que dizer da falta de consciência de classe da nossa categoria de trabalhadores sindicatários? A maioria não possui este senso de pertencimento da sua verdadeira categoria de classe, e mantém uma forte resistência a se filiar e participar dos Sintes. 
 
Por isso, precisamos neste dia dos trabalhadores sindicatários, conquistado com muita luta, a exemplo da atuação da nossa Federação Nacional em entidades sindicais (FITES), em busca do reconhecimento, respeito e valorização destes profissionais, muita vezes invisíveis para o movimento sindical e ignorados por boa parte dos nossos dirigentes sindicais, que infelizmente ainda olham com um certo desdém para a organização de classe dos trabalhadores sindicatários. Fazem certas piadinhas preconceituosas sobre a existência de um sindicato de empregados de sindicatos, como se isso fosse algo inacreditável ou inaceitável no movimento sindical brasileiro.
 
Companheiros, ainda temos muito que avançar na organização da nossa categoria, tanto na conscientização dos nossos colegas sindicatários e  da importância da sua participação, quanto na necessidade de se identificarem com a causa maior da nossa luta que é de uma categoria organizada, respeitada em busca de melhores condições de trabalho, com data base unificada e convenção coletiva de trabalho que contemple a todos os trabalhadores em entidades sindicais do país.
 
Neste dia 09 de maio, parabenizamos todos os nossos companheiros sindicatários pelo seu dia e chamamos todos e todas a unirem-se na luta.
 
Avante companheiros na organização e construção de uma categoria sindical forte,  lutadora e classista!
“Pois só a luta muda a vida”.
 

Webmail
Webmail
Nome:
Senha: